A superlotação nas delegacias de Curitiba e região metropolitana trouxe mais problemas na madrugada de segunda-feira (12). No 11.º Distrito Policial (Cidade Industrial), os presos serraram as celas e tentaram fugir, mas o policial de plantão percebeu a movimentação e acionou o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), que controlou o tumulto. Foram apreendidos vários estoques (armas artesanais).

De acordo com o relato de policiais civis que preferiram não se identificar, o motim aconteceu por volta da 1h. Cerca de nove celas foram abertas pelos presos, que já estavam no corredor quando foram flagrados. “Quando o plantão fosse abrir a grade pela manhã, eles iam agir como fizeram em Colombo”, afirmou um policial. No domingo, dois detentos fugiram da delegacia central de Colombo. Um agente de cadeia foi atingido por oito tiros e morreu, um investigador levou um tiro de raspão na testa e outro agente ficou ferido.

Dúvida

A agitação foi controlada pelo Cope e nenhum preso conseguiu fugir do 11.º DP. Pela manhã, os detentos foram levados ao solário, enquanto não havia determinação por parte da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) sobre o que seria feito com eles para que as celas sejam reformadas. O atendimento ao público na delegacia foi suspenso por medidas de segurança. A carceragem do 11.º DP tem capacidade para 36 presos e ontem abrigava 160. Os detentos teriam dito aos policiais que serraram as celas para chamar a atenção para as más condições em que estão vivendo.