O auxiliar de serviços gerais Elias Klieser de Morais, 29 anos, voltou para casa um dia depois de golpear a facadas seu vizinho, o pedreiro Josoel Alves Barbosa, 40. Ele foi denunciado à Polícia Militar, que o levou à delegacia local. Josoel permanece internado, em estado grave.

O crime ocorreu na madrugada de sábado, no Bom Jesus, em Campo Largo e, desde então, Elias era procurado. Sua prisão ocorreu às 11h de domingo. Segundo declarou, Josoel teria lhe provocado com ofensas racistas e, para se defender de um golpe de enxada que levou na mão, Elias pegou uma faca grande e desferiu sete golpes. A polícia vai verificar as informações, nos próximos dias.