As prisões de oito pessoas denunciadas dentro da “Operação Barreado”, que investiga irregularidades na condução de ações e no pagamento de indenizações a pescadores prejudicados por acidentes ambientais em Antonina, no litoral paranaense, foram decretadas pela Justiça nesta quinta-feira (12). Os pedidos de prisões foram feito no início deste mês.

Segundo a denúncia, as investigações, coordenadas pela 1.ª Promotoria de Justiça de Antonina, apuraram que os acusados captavam clientes entre os pescadores e manipulavam os processos com a colaboração de funcionários do Cartório Cível do Fórum de Antonina. 

Entre os denunciados, estão funcionários do Cartório Cível de Antonina e advogados do escritório envolvido. Na decisão, a Justiça considerou haver prova da materialidade e indícios de autoria quanto às irregularidades.