Grupo envolvido em roubo
e tráfico sai de circulação.

Seis pessoas foram presas em São José dos Pinhais nos últimos dias em um trabalho conjunto realizado pela Polícia Civil e Polícia Militar. Jeferson Lemos, 22 anos; Márcio José de Jesus, 26, Flávio Popilarz, 18, foram autuados em flagrante por roubo. Cássio Eduardo Ferreira Santos, 22, por tráfico e receptação; Tiago Silva Cornélio, 18, por roubo; e Lourival dos Santos, 49 anos, por porte ilegal de arma. Ao todo foram apreendidas duas espingardas, três pistolas, dois revólveres calibre 38 e um fuzil. "A integração da Polícia Civil e da Militar dá resultados", salientou o delegado Osmar Dechiche, titular da DP.

Na noite de sábado, três homens armados de pistolas tomaram em assalto uma camioneta S-10, próximo ao Shopping Água Verde. A vítima acionou a polícia. "Estamos sempre atentos porque muitos carros roubados ou furtados são levados para Santa Catarina e costumam passar por São José dos Pinhais", informou o delegado. Ele contou que após o alerta, policiais civis e militares iniciaram buscas na região na tentativa de localizar o veículo e os assaltantes. Não demorou muito para eles encontrarem o veículo abandonado nas proximidades da Avenida Rui Barbosa. Próximo ao carro, estavam Jeferson, Márcio e Flávio. "As características eram as mesmas repassadas pela vítima. Isto fez com que os policiais abordassem o trio. Além das armas, eles estavam com a chave do veículo", contou o delegado. "A vítima reconheceu os três", completou o superintendente Altair Ferreira. Dechiche acredita que o trio praticou outros roubos de camionetas.

Jeferson alegou que estava nas proximidades do Shopping Água Verde, quando se envolveu em uma briga com um grupo de rapazes. "Só roubamos o carro para fugir", justificou. Porém, a história do trio, que já tem passagem por roubo, não convenceu a polícia.

Armas

Lourival foi preso em sua casa, na Rua Davi de Campista, com um fuzil, duas espingardas, dois revólveres calibre 38 e uma maleta velha contendo munição. "Eu sou mecânico, mas meu hobby é limpar armas", garantiu. O superintendente Altair Ferreira contou que os policiais descobriram o farto armamento após receber uma denúncia anônima de que Lourival estava comercializando armas e os compradores eram assaltantes.

Tráfico

Cássio saiu recentemente da cadeia da delegacia, onde estava preso por tráfico de drogas. Na casa dele, os policiais encontraram uma pequena quantidade de crack e vários objetos roubados. Dechiche disse que este é um dos maiores problemas do tráfico. "Os viciados furtam objetos da própria casa, depois passam a furtar estranhos e partem para o roubo. Tudo para sustentar o vício."

Tiago estava armado com uma garrucha, que segundo ele, era usada para roubar transeuntes. Ele foi preso após tomar em assalto o telefone celular de uma vítima.