Oito traficantes foram presos e um adolescente apreendido em mais uma etapa da Operação Naja, deflagrada na manhã de ontem por policiais do 17.º Batalhão de Polícia Militar, que contaram com o apoio de cães farejadores da Companhia de Choque. As prisões foram realizadas em Araucária, com exceção do líder da quadrilha, detido na cidade de Matinhos, no litoral paranaense.

Dentre os detidos há três mulheres. Eles respondem por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. Cinco deles já tinham mandado de prisão solicitados pelo Ministério Público e expedidos pela Justiça de Araucária. Outros três foram presos em flagrante, com armas e drogas. O menor apreendido foi encaminhado à Delegacia do Adolescente.

O líder do tráfico na Região Metropolitana de Curitiba, Everaldo Padilha, conhecido por “Eve”, foi preso no litoral. Ele fugiu de Araucária para Matinhos há cerca de quatro meses.

As investigações estavam sendo realizadas desde setembro do ano passado pelo Grupo Especial Reservado de Buscas (Gerb), do Serviço de Inteligência do batalhão.

Do início da operação até o momento já foram presas 152 pessoas e apreendidos 40 armas de vários modelos e calibres, cinco coletes balísticos, 11 quilos de crack, 10 quilos de maconha, 215 gramas de cocaína, uma balança de precisão, celulares, equipamentos eletrônicos e R$ 5,6 mil.

A Operação Naja contou com a participação de 119 policiais e 30 viaturas, e não termina com estas prisões. “As investigações continuam para que possamos levantar a procedência dessa droga que era vendida na região metropolitana”, alertou o capitão Reginaldo, integrante da operação.