Uma ossada feminina foi encontrada num local afastado de Araucária, no início da tarde de segunda-feira. Os restos mortais estavam numa ilhota, nas cavas do Rio Iguaçu, quase na divisa com Fazenda Rio Grande.

Segundo o superintendente Danilo Tuzi, da delegacia local, um pescador circulava pela área quando localizou a ossada na ilhota. Ele foi até a delegacia, onde comunicou o achado. Como no local só é possível acesso por barco, o Corpo de Bombeiros teve que ser acionado para tirar e transportar a ossada e leva-la até terra firme, para que o Instituto Médico-Legal recolhesse. Devido ao grande trabalho de resgate, os restos mortais só deram entrada no IML depois das 20h de segunda-feira.

Acredita-se que a ossada era de uma mulher, pois vestia calça de agasalho, sutiã, pochete na cintura e colar com argola em plástico branco no pescoço. As roupas já estavam muito desbotadas e não foi possível definir suas cores. Devido ao estado em que foi encontrado o material, não foi possível definir a causa da morte.