Pedaços de tijolos e um bloco de
cimento foram usados para matar Edson.

Mais uma vez a morte esteve presente nas proximidades da Rua Betonex, Planta São Mateus, em Piraquara. Na madrugada de ontem, Edson Taques Mendes, 21 anos, também conhecido por “Dentinho”, foi assassinado a pedradas, na Rua Maria Goes Matazzo. Seu corpo foi encontrado pela PM, às 6h50, através do telefonema de uma moradora.

No meio da madrugada, a Polícia Militar foi acionada por populares que ouviram gritos naquele local, porém, os policiais não encontraram nada. Com o clarear do dia, o corpo de Edson foi visto por uma mulher, em um gramado usado para jogos de futebol. De acordo com levantamentos do Instituto de Criminalística, a vítima foi arrastada por cerca de 50 metros, conforme indicavam as marcas de sangue, deixadas pela rua e as “armas” do crime.

Crueldade

Naquele local, foi localizado um bloco de cimento e pedaços de tijolos, com aproximadamente cinco quilos, além de outras pedras menores, todos com vestígios que denunciavam sua utilização no assassinato. A força dos golpes quebraram ossos do crânio de Edson, que ficou parcialmente desfigurado, com o rosto amassado.

Como de costume, poucas informações foram conseguidas pela PM com a população, no local. Investigadores da delegacia de Pinhais também não tiveram muita sorte com os primeiros levantamentos. Sabe-se apenas que a vítima estava de bicicleta quando foi atacada, pois o veículo estava caído, perto do lugar onde estavam as pedras usadas para matá-la.