Átila Alberti
Ezequiel contou o que fez.

Acusado de abusar sexualmente de suas enteadas, de 7 e 9 anos, Ezequiel Jaime, 42 anos, quase foi linchado por populares na noite de segunda-feira, no Jardim Bonfim, em Almirante Tamandaré. Ele foi salvo por policiais militares e encaminhado ao hospital da cidade. Depois, na delegacia, foi autuado em flagrante por estupro pelo delegado Jairo Amódio Estorílio.

Ezequiel confessou que abusou das meninas. ?Eu tenho problemas mentais e estou me tratando?, alegou, enquanto era vaiado por outros presos. Ele afirmou que fez com que a menina de 9 anos pegasse em seu órgão genital e passou a língua na vagina da garotinha. ?Fiz isso uma ou duas vezes?, garantiu. Porém, as crianças acusam Ezequiel de estar abusando sexualmente delas desde fevereiro.

A menina de 7 anos contou à polícia que o padrasto ameaçava matá-la, e a sua irmã e sua mãe, caso ela contasse para alguém.

Porém, na noite de ontem, a mulher de Ezequiel o surpreendeu abusando da filha mais nova e começou a gritar. Para garantir a impunidade, ele a ameaçou e disse que iria expulsá-la da casa, junto com as meninas. Ao ouvir os gritos, os vizinhos saíram em socorro e agrediram Ezequiel.

O delegado Jairo Estorílio informou que já solicitou a transferência de Ezequiel para o sistema penitenciário, já que os presos estão revoltados.