Vizinhos estranharam o intenso entra-e-sai de veículos na minúscula oficina instalada nos fundos de uma casa na Rua Solimões, Jardim Weissópolis, em Pinhais. Um denúncia anônima chegou à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, que estourou o barracão quinta-feira à tarde e achou lá dois carros com registro de furto. O dono do estabelecimento e o filho foram presos em flagrante.

O serralheiro Josias Couto, 47 anos, alega ter adquirido os dois automóveis para uso próprio. O Escort XR3 vermelho, placa BLU-5000, foi furtado dia 7 de maio, em Sorocaba (SP). “Este eu troquei por uma Santana Quantum 85, com um vizinho chamado Marquinhos”, alegou Josias. Já o Santana AGC-9419, furtado em Curitiba, no dia 6 de junho, teria sido negociado “de mano” por um Escort, com um certo “Polaco”. “Não imaginava que eram roubados, fomos enganados. Banquei o bobo e agora tenho que pagar”, disse o serralheiro, preso junto com o filho Márcio Cristian Rocha Couto, 23 anos.

Segundo o superintendente Neimir Cristóvão, da DFRV, os detidos não apresentaram documentos que comprovassem a origem dos veículos. “Há informações de que três carros entravam por dia na oficina, o que era muito para o pequeno tamanho do estabelecimento”, disse o policial, suspeitando que no local funcionasse um desmanche clandestino. Algumas peças de veículos encontradas dentro do barracão serão periciadas para que se descubra a origem. “Estamos investigando se eles têm ligação com indivíduos de outros estados na receptação de veículos furtados e roubados”, disse Neimir.

Josias e Márcio, que não tinham passagem pela polícia, foram presos por receptação. (CS)