Uma operação integrada pelas polícias Civil e Militar e a Guarda Municipal levou 60 policiais para o centro de Curitiba, na região que abrange o terminal Guadalupe. A ação foi desencadeada na tarde de ontem, a pedido de várias lideranças da região, preocupadas com o índice de roubos, tráfico de drogas e prostituição neste local, e resultou na prisão de um homem com documentação falsa e no fechamento de motéis clandestinos que funcionavam como hotéis de fachada.

Logo nas primeiras horas da operação, um homem foi detido e encaminhado para o 1.º Distrito Policial. Ele utilizava identidade falsa com o nome de Ulisses Guimarães Duarte. A polícia ainda não o identificou. ?Nós recebemos uma série de denúncias na região. Por isso, estamos realizando operação nesta área?, afirmou o tenente Olavo Vianei Nunes.

Em dois hotéis foram constatados desvirtuamentos de função. ?Além do desvirtuamento de função, foram encontrados preservativos, que deveriam ser distribuídos em hospitais públicos, e quatro cachimbos para consumir crack?, disse Vianei.

Os estabelecimentos funcionavam como motéis, enquanto seus alvarás foram expedidos para a função de hotel. ?Nos arredores do terminal há muita prostituição, que está diretamente ligada ao tráfico e aos furtos?, disse o aspirante Antônio, da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone). Os locais escolhidos para a abordagem da polícia foram apontados através de várias denúncias anônimas.