Um carro prata é a única pista que a polícia dispõe para elucidar o assassinato de William de Souza Martins, 22 anos, ocorrido por volta das 22h de ontem. O crime foi cometido nos fundos de uma borracharia, no quilômetro 6 do Contorno Norte (PR-418), a 300 metros do viaduto da Avenida Manoel Ribas, no Butiatuvinha.

O dono da borracharia, que mora no local com a família, contou que viu um carro prata parar no acostamento. Ele não tinha certeza, mas era um carro novo, semelhante a um Voyage.

Em seguida, viu William correndo, como se tivesse descido do automóvel, e outro homem, armado, atrás dele. Nesse trajeto, o bandido deu cerca de 15 tiros contra a vítima.

Alcançado

William tentou se proteger no matagal atrás da borracharia, mas foi alcançado e morreu com os três tiros nas costas. O assassino voltou ao carro e fugiu pela rodovia, sentido Araucária.

A Polícia Militar recolheu, no trajeto por onde passou a vítima, três estojos calibre 380 e um celular desligado, que a polícia deverá averiguar a quem pertence. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.