Uma barreira realizada pela Delegacia da Polícia Federal (PF) de Foz do Iguaçu, na rodovia que liga Nova Santa Rosa a Maripá, próximo a Toledo, no oeste do Estado, resultou na apreensão de uma carga de 5,2 toneladas de maconha. A droga estava escondida embaixo de sacas de trigo, sendo transportada pelo caminhão Scania, placa AOR-9400. O motorista – de 49 anos, residente em Cascavel – cujo nome não foi divulgado pela polícia, foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Ele informou que a maconha seria em São Paulo. A apreensão aconteceu às 23h de Quarta-feira.

A PF preferiu não fornecer mais informações a respeito do caso, inclusive o nome do motorista, alegando que outras diligências estão sendo feitas para apurar os nomes dos responsáveis pela carga e também os receptadores da droga. A divulgação de mais informações poderiam atrapalhar as novas investigações.

Curitiba

Também ontem pela manhã policiais federais da Delegacia de Prevenção e Repressão ao Tráfico de Entorpecentes da Polícia Federal em Curitiba apreenderam outros 46 quilos de maconha, que estavam em poder de Gisele Francini da Silva, 24 anos, e Tânia Regina Prates, 41, ambas residente no bairro Fátima, em Florianópolis (SC). As duas mulheres foram presas na rodoferroviária, carregando duas malas contendo 38 tabletes da erva. Ela afirmaram que foram contratadas por “desconhecidos” para levar a maconha até a capital catarinense. Segundo policiais que investigam o caso, elas são as chamadas “mulas”, responsáveis pelo transporte da erva. Investigações estão sendo feitas para identificar o “patrão” da droga. Alguns nomes de suspeitos já foram apurados.