Policiais federais estão investigando a existência de outros cassinos clandestinos em Curitiba, que funcionariam da mesma forma do que foi “estourado” em uma mansão no Bigorrilho, no final da tarde de quinta-feira. Na ocasião 11 pessoas foram detidas e liberadas às 5h de ontem, após serem interrogadas. Além disso, 75 máquinas de jogos foram apreendidas e encaminhadas para o depósito da Receita Federal. Os detidos, segundo a PF, eram pedreiros, funcionários de limpeza e “chapas” (ajudantes de motorista de caminhão). Os últimos estavam transportando máquinas para outros locais, o que levou os policiais a suspeitar que outras casas funcionam no mesmo estilo. De acordo com a Polícia Federal, o cassino clandestino, com entradas pelas ruas José Bernardino Bormann e Joaquim Taborda Ribas, no Bigorrilho, estava funcionando há dez dias. O teor dos interrogatórios não foi revelado.