O pintor Joani de Paula, 27 anos, foi assassinado com um tiro no peito às 14h45 de ontem, na Rua Unidos da Vila, na invasão Terra Santa, Tatuquara. Ele chegou a ser socorrido pelo Siate e conduzido ao Hospital do Trabalhador, mas não resistiu ao ferimento e morreu antes de ser submetido a uma cirurgia.

Policiais militares, que atenderam a ocorrência, apuraram que Joani estava pintando sua casa e resolveu ir a uma mercearia nas proximidades comprar um litro de cachaça. Quando caminhava, deparou com uma troca de tiros entre dois grupos de traficantes da região. No fogo cruzado foi ferido. O corpo de Joani foi removido ao Instituto Médico Legal no final da tarde de ontem, e o caso será investigado pela Delegacia de Homicídios. (VB)