Estressados por serem tirados de seus ambientes naturais, 50 pássaros silvestres que estavam sendo comercializados de forma irregular foram apreendidos pela Polícia Militar Ambiental, nessa segunda-feira (18).

Alguns estavam com os bicos machucados e demonstravam agitação. O proprietário do aviário, no Tatuquara, deve responder criminalmente e pode ser multado.

Após receberem denúncia da venda irregular dos animais, os policiais foram até o aviário, Rua Jornalista Silvino Alves Batistas, e confirmaram o crime. Os pássaros não estavam nem escondidos – estavam espalhados pelo aviário em gaiolas.

Entre as espécies apreendidas estão trinca-ferro, coleiro baiano, sabiá laranjeira e curió. O proprietário do aviário, que foi encaminhado a Delegacia do Meio Ambiente para assinar um termo circunstanciado, disse que recebia os animais e os revendia.

De acordo com o cabo Bertoja, ele deve responder criminalmente por manter em cativeiro pássaros silvestres e deve ser multado em R$ 5.000,00 por ave que está na lista de animais em extinção, e R$ 500,00 por pássaro fora da lista.

Os pássaros serão levados para um centro de tratamento, onde passarão por uma avaliação de saúde. “Depois a primeira tentativa é reabilitá-los para que retornem à natureza; e a segunda opção, para as aves que estejam debilitadas, é doá-las para criadouros conservacionistas”, explicou o cabo.