Policiais da Delegacia de Explosivos Armas e Munições (Deam), apreenderam 2 mil quilos de fogos de artifícios irregulares, além de certa quantidade de linha com goma, também conhecida por cerol. Tudo foi encontrado em um estabelecimento no bairro Alto Boqueirão. Já em outro local, no Cajuru, uma distribuidora clandestina de gás foi fechada. Cerca de 50 botijões foram apreendidos.

Os policiais chegaram aos locais através de denúncias. Os dois estabelecimentos funcionavam sem nenhuma regularidade e também não tinham condições adequadas para manter os produtos armazenados.

Os botijões, cheios e vazios, estavam empilhados numa edícula nos fundos do terreno, sem que nenhuma das normas de segurança e emergência fosse cumprida. Segundo o delegado Vinicius Borges Martins, depósitos de botijões devem ficar a uma distância mínima de 50 metros de locais com grande aglomeração de pessoas. “E o local funcionava ao lado de uma escola, o que já de imediato mostrou aos policiais que a lei não era cumprida”, explicou o delegado.

Segundo as investigações, uma distribuidora de gás de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, repassava os botijões ao proprietário do bairro Cajuru, para revendê-los. O proprietário deve responder pelo crime de fornecer substância ou engenho explosivo sem licença da autoridade competente.

Se complicaram

Conforme o delegado, os dois detidos foram encaminhados à delegacia. Eles prestaram esclarecimentos, assinaram um termo circunstanciado e respondem em liberdade.

O dono da loja que vendia os fogos de artificio vai responder pelo crime de fabricar e expor a venda fogos de artifício sem autorização das autoridades competentes. “Mas também está passível de sofrer sanções administrativas, por exposição ao perigo a vida da população”.

Já o proprietário da revenda clandestina de botijões de gás vai responder pelo crime de fornecer substância ou engenho explosivo sem licença da autoridade competente. Ele também deve se complicar um pouco por ter mantido os botijões ao lado da escola.

O delegado alerta que é importantíssimo que a população participe e denuncie sem medo. Isso porque é através de denúncias que a polícia chega aos sobre locais sem a devida autorização para funcionamento, seja de venda de fogos de artifício, cerol e balões. As informações podem ser passadas pelo telefone (41) 3883-7131.

Confira mais imagens na galeria de fotos.

Paraná Online no Facebook