Cerca de 21 quilos de crack, um carro e R$ 8 mil em dinheiro foram apreendidos em Imbituva, no centro-sul do Paraná, próximo a Ponta Grossa. Cinco pessoas foram presas, na madrugada desta segunda-feira (26), por suspeita de participação no tráfico de drogas. Denúncias ao telefone 181-Narcodenúncia orientaram as investigações.

Policiais militares do Grupo Samurai, com apoio do 1.º Batalhão de Polícia Militar (BPM), abordaram Citroen C3 e, na revista, foram localizados parte da droga e o dinheiro. Rosnei Junior de Oliveira, 30 anos, Karem Priscila Machado de Farias, 26, e Priscila Aparecida Assunção, 19, foram detidos. Segundo um dos policiais que participou da ação, que não pode ser identificado, Rosnei é foragido da Colônia Penal Agrícola e usava nome falso de Amauri Juliano.

“Na forração dos bancos dianteiros foram encontrados 10 quilos de crack e um contrato de locação de um imóvel, em Imbituba, no nome falso do detido”, afirmou o policial. No forro da residência, mais 3 quilos da droga foram achados. Rosnei indicou outra residência na Vila Romana, no mesmo município, onde foram encontrados sob uma lajota no piso da casa mais 7 quilos da droga.

Com outras informações já recebidas via 181 a equipe policial foi até a Rua Barnabé Preciane, na Vila San Marino, em Ponta Grossa. No local, Ivanor Cecílio Veiga de Moraes, 35, e Bonifácio dos Santos, 30, também foram detidos por envolvimento no tráfico de drogas. Mais um quilo de crack foi localizado no quintal da residência.

Segundo o policial, um dos detidos informou que comprava a droga em Foz do Iguaçu, pelo valor de R$ 5 mil o quilo e chegava a vender cerca de 10 quilos por semana. “Esse grupo era um dos maiores fornecedores de drogas para a região. Eles a distribuíam nos Campos Gerais e também na capital”, relata. O veículo, o entorpecente, o dinheiro e os presos foram encaminhados para a 13.ª Subdivisão de Polícia.