Policiais civis do Grupo de Diligências Especiais (GDE) de Foz do Iguaçu apreenderam, sábado (22) à noite, cinco armas de fogo e munição, na favela do Portal. Os três revólveres, calibres 32 e 38, e duas pistolas semiautomáticas, calibres 45 e 9 milímetros, foram encontradas em um barraco abandonado.

A polícia suspeita que o armamento estaria sendo utilizado por quadrilhas que agem em Foz do Iguaçu, principalmente em roubos a sacoleiros.

“Eles não ficam com as armas, porque seriam presos em flagrante. Esses locais são usados para escondê-las”, explicou o delegado operacional da 6.ª Subdivisão de Foz do Iguaçu, Luís Rogério Ramos Sodré.

A apreensão ocorreu depois de denúncia anônima feita ao 197, noticiando que assaltantes estavam frequentando o local. Devido ao aumento dos roubos contra compristas nos últimos meses, o GDE vem intensificando as operações para prender os assaltantes. “Já levantamos os locais utilizados por esses criminosos e toda semana realizamos apreensões desse tipo”, informou Sodré.