Mais 21 papiloscopistas da Polícia Civil concluíram o curso de formação e irão atuar em todo o Paraná. A formatura ocorreu na sexta-feira (02) no auditório da Escola Superior de Polícia Civil (ESPC), em Curitiba. Esta é a 30.ª turma de policiais civis formada desde 2011. Foram integrados à instituição 879 escrivães, investigadores e papiloscopistas.

O delegado-geral da Polícia Civil, Riad Braga Farhat, explicou que a função do papiloscopista é uma das principais na solução de crimes. “Eles ajudam, com os investigadores e delegados, a identificar os criminosos e tirá-los de circulação”, disse. A admissão de novos policiais faz parte do Programa Paraná Seguro, lançado em 2011, pelo governador Beto Richa. “Com os novos policiais vamos reforçar o trabalho para melhorar todos os índices de combate à criminalidade do Estado, dando mais segurança para a população”, completou Farhat.

Os formandos foram selecionados por concurso público e ingressaram na escola de formação há cinco meses. O diretor da ESPC, Luis Fernando Viana Artigas Junior, informou que os papiloscopistas cursaram 840 horas/aula. “Nosso curso é completo e está de acordo com a matriz curricular nacional que é oferecida pelo Ministério da Justiça. Somos referência nacional”, afirmou.

Newton Tadeu Rocha, diretor do Instituto de Identificação, avalia que a formação na ESPC resulta em um melhor atendimento para a população. “Os formandos estão em condições de dar o atendimento que a sociedade precisa. Novas tecnologias do Instituto também vão melhorar a qualidade de trabalho”.

O chefe de Gabinete da Secretaria da Segurança Pública, Walter Gonçalves, a formação faz parte dos projetos de governo criados para reforçar a segurança do Estado. As lotações definitivas dos papiloscopistas serão decididas nos próximos dias.

Também participaram da solenidade o vice-diretor da ESPC, Luciano de Pinho Tavares; o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol), Kiyoshi Hattanda; o chefe da Casa Civil, Reinhold Stephanes, e o corregedor da Polícia Civil, Valmir Soccio.