As imagens feitas do local e dos 43 cães mortos durante um incêndio, na madrugada de domingo, no Boqueirão, serão enviadas à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e à Promotoria de Proteção ao Meio Ambiente, segundo informou a Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC), em nota publicada no site. A ONG também repassará o contato de testemunhas à delegacia, que vai investigar a morte dos animais.

O fogo começou na casa de uma idosa, de 76 anos, que sofre de distúrbios mentais e acumulava mais de 60 cachorros no terreno. Os animais que morreram estavam dentro da residência. Vinte e três cães, entre eles uma cachorra com oito filhotes, foram resgatados numa ação conjunta da Associação do Amigo Animal, grupo Amigos de Raça, Rede de Defesa e Proteção Animal de Curitiba, SPAC e Guarda Municipal. Nenhum dos sobreviventes sofreu queimaduras.

Segundo relatos da vizinhança, o incêndio teria sido causado por uma vela acesa. Quem quiser adotar um dos sobreviventes deve entrar em contato com alguma destas entidades: Associação do Amigo Animal: (41) 9975-2711 / amigoanimal.org.br; Amigos de Raça: (41) 9887-503; ou Rede de Defesa e Proteção Animal de Curitiba: (41) 3350-8933. Para adoções na SPAC é preciso ir pessoalmente até lá, nos horários de atendimento ao público. Informações no site www.spacuritiba.org.br.