A Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) prendeu, na manhã de quinta-feira (13), um homem suspeito de desviar correspondências com cartões de crédito de vítimas, utilizá-los para fazer compras e revender as mercadorias. Paulo Sérgio Cambuhy, 36 anos, tinha mandado de prisão pela comarca de Dourados (MS), com condenação de sete anos de prisão por estelionato. Com ele foram apreendidos três cartões de crédito de vítimas, um Vectra prata e cerca de 50 correspondências com cartões de crédito.

?Paulo foi preso durante abordagem de rotina. Pedimos seus documentos e ele apresentou uma habilitação em nome de Rubens Cássio da Silva, porém, como demonstrou muito nervosismo, o trouxemos até a delegacias e descobrimos que Rubens mora na cidade de São Pedro do Ivaí, no Paraná?, contou o delegado da Delegacia de Estelionato Vinicius Augustus de Carvalho.

No momento da prisão, a polícia apreendeu seu veículo e mais três cartões de crédito em nome de terceiros. Em seguida, a polícia realizou buscas na residência de Cambuhy, no bairro Boqueirão, em Curitiba, onde foram encontradas cerca de 50 correspondências de envio de cartões de crédito ainda com os cartões.

?Pela quantidade de correspondência encontrada com ele, acreditamos que alguém estivesse facilitando os desvios destes cartões para eles. Descobrimos que é uma empresa terceirizada que realiza a entrega dos cartões aos clientes e vamos investigar a possibilidade de existir algum funcionário envolvido?, explicou o delegado.

Durante seu depoimento à polícia, Paulo informou que utilizava os serviços de uma empresa que confirma dados de clientes para comerciantes para checagem. Em nome de Edson Almeida, ele realizava as pesquisas e, em posse dos dados, ? como número de CPF, data de nascimento, identidade, endereço -, desbloqueava os cartões de crédito e realizava compras no comércio local. ?Como os produtos que ele adquiria eram revendidos, ainda não pudemos fazer uma estimativa dos valores do golpe?.

A polícia agora investigará o possível envolvimento de algum funcionário de empresas que entregam estes cartões. Paulo Sérgio Cambuhy será encaminhado para o Centro de Triagem de Piraquara. De acordo com o delegado, a prisão já foi comunicada ao juiz da Vara de Execuções Penais e à Justiça de Mato Grosso do Sul, para definirem onde o preso ficará.