Policiais da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), núcleo da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), prenderam, em ações iniciadas na quinta-feira (18), e encerradas na madrugada desta sexta-feira (19), oito pessoas por tráfico de drogas em Curitiba.

De acordo com o delegado-chefe do Núcleo, Kleudson Moreira Tavares, a quadrilha era especializada em vender drogas sintéticas em festas rave da Capital e região. As prisões aconteceram no cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão em vários bairros de Curitiba e dois em Colombo, na RMC.

Ao todo foram apreendidos quase 1200 comprimidos de ecstasy, 360 pontos de LSD, dois frascos de lança perfume, 700 gramas de cocaína, 150 gramas de maconha, além de três veículos e uma espingarda calibre 36. Mais duas pessoas foram apreendidas, mas foram liberadas por serem usuários. Eles prestaram depoimento e vão responder a um termo circunstanciado.

Dentre os presos está Sidnei da Silva, 32 anos, apontado pela polícia como o líder da quadrilha. “Nós podemos chegar a esta conclusão pelo trabalho de investigação e por termos encontrado a maior parte dos entorpecentes na casa dele. Além disso, sabemos que Silva também revendia a droga para outros traficantes distribuíram em festas rave”, contou.

Segundo o delegado Kleudson Tavares, as investigações levaram cinco meses.”As informações começaram em Colombo e depois chegamos a Curitiba. Quando conseguimos identificar os membros da quadrilha e os locais onde moravam, pedimos os mandados à Justiça. Ainda não podemos mensurar, mas sabemos que eles movimentavam muito dinheiro e entorpecentes”, disse.

Em toda a operação o Núcleo da Região Metropolitana do Denarc contou com o apoio operacional dos núcleos do interior e de cães farejadores cedidos pelo canil da Companhia de Choque da Polícia Militar.

Presos – Estão presos: Sidnei da Silva, 32 anos, Carlos Alberto Américo Reis, 24 anos, Sulivan Fagundes, 35 anos, Michael Maurício Grapski, 27, Lílian Gonçalves de Oliveira, 21, Leandro Augusto Gonzaga Carvalho, 29, e Claudinei Camilioti Tapias, 38. Todos eles foram autuados por tráfico de drogas e indiciados por associação ao tráfico. Fabio Cezar Brites, 21 anos, foi surpreendido em sua casa em Colombo, com uma espingarda calibre 36. Ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e aguarda preso enquanto a Justiça não arbitra a fiança.

“Estas prisões mostram o trabalho intenso da equipe de investigação, que está todos os dias nas ruas para solucionar os crimes e reduzir o tráfico de drogas em Curitiba e região. Falta ainda prender mais membros dessa quadrilha que não conseguimos encontrar. Por isso as investigações continuam”, afirmou o delegado.

O delegado ainda afirma que a maioria das investigações que ele começa, na Região Metropolitana, acaba na Capital. “Hoje em dia, a maioria das investigações que fazemos começa com o tráfico de drogas na RMC, entra em Curitiba e acaba em Foz do Iguaçu. Por isso é tão importante acabar com este consumidor final para reduzir a criminalidade”, disse.

A polícia ainda pede a colaboração da população, para que denuncie o tráfico de drogas pelo telefone 181-Narcodenúncia ou pelos telefones de emergência da polícia, 190 e 197