Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) procuram por um homem suspeito de cometer um duplo homicídio no começo do ano, no Boqueirão. Lilia de Sousa, 23, e Leandro Simões Wagner, 32, foram mortos no dia 3 de janeiro, em casa, na Rua O Brasil para Cristo. Jhonata de Oliveira Vieira, conhecido como “Criolo”, 30 anos, é suspeito de matar os dois por vingança.

Segundo o delegado Fábio Amaro, Jhonata foi até a casa de Lilia em busca do ex-namorado dela, identificado apenas como Alisson. “Ele queria matar este rapaz e foi até a casa atrás dele. Quando chegou, descobriu que a mulher não namorava mais com o alvo e, mesmo assim, atirou e a matou”, disse. Lilia foi morta com sete tiros de pistola calibre 380. “Quando estava saindo da casa da moça, o suspeito encontrou com Leandro entrando na residência e, para não haver testemunhas do crime, ele o matou com um tiro no pescoço”.

De acordo com a DHPP, o apelido do suspeito foi apontado no dia do crime. Com as investigações, ele foi identificado oficialmente e os policiais descobriram que o motivo do crime seria vingança. “O ex de Lilia teria se desentendido com o suspeito e dado um tiro nele. Por causa disso, ele foi atrás e, como não encontrou o alvo, matou a mulher para se vingar do homem e o rapaz para não ter nenhum vestígio do crime”, explicou Fábio Amaro.

Jhonata de Oliveira Vieira, que já tem passagens por roubo e receptação, está com mandado de prisão pelo duplo homicídio e é considerado foragido. “Algumas informações foram passadas de que ele estaria no Boqueirão, e também em Piraquara, mas não o encontramos. Precisamos de denúncias”, disse o delegado. Informações podem ser passadas pelo 0800-6431-121.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook