Rastreados até o Contorno Leste, dois assaltantes, que tinham tomado em assalto uma caminhonete L-200 Triton, no Portão, só foram parados depois de bater o veículo roubado na lateral de um caminhão. O acidente aconteceu na BR-116, em São José dos Pinhais, perto do posto da Polícia Rodoviária Federal, no fim da tarde desta quinta-feira (17). De acordo com policiais militares da Força Tática do 6.º Comando Regional, depois da batida, a dupla tentou correr, mas acabou se entregando.

Com Danilo Santos Damasceno, 24 anos, e Renan Ribeiro Dias, 25, foram apreendidas duas pistolas calibre 380, uma delas com numeração intacta. Além das armas, 15 celulares e R$ 280 em dinheiro foram apreendidos com os dois.

“O veículo estava sendo rastreado e na rodovia, perto da Avenida Rui Barbosa, conseguimos visualizá-los. Seguimos por alguns quilômetros até capturá-los, isso logo após o acidente”, contou o tenente Hoiser, do 6.º CRPM.

Os policiais levaram os presos, além de veículo, armas e celulares apreendidos, para a Delegacia de Furtos e Roubos (DRF), no Jardim Botânico. Segundo os PMs, os dois marginais foram reconhecidos pelas vítimas do assalto. Ambos já passaram pelo sistema prisional.

Fixa suja

Renan, por exemplo, esteve preso por suspeita de homicídio. Na madrugada de 28 de julho, ele foi detido pela PM, junto com outros dois jovens, no Conjunto Caiuá, Cidade Industrial. O trio era suspeito de participar do assassinato de Elson Teixeira, horas antes, na Vila Sabará, e estavam com o revólver usado no crime.

A polícia acredita que Renan e Danilo fizeram outros assaltos. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (41) 3218 6100.

Colaboração/Marcos Roberto Pereira
Rastreados até o Contorno Leste, dois assaltantes, que tinham tomado em assalto uma caminhonete L-200 Triton, no Portão, só foram parados depois de bater o veículo roubado na lateral de um caminhão. O acidente aconteceu na BR-116, em São José dos Pinhais, perto do posto da Polícia Rodoviária Federal, no fim da tarde desta quinta-feira (17).