O Paraná poderá abrir uma parceria com o maior e mais conhecido sistema de investigação do mundo, o FBI. A possibilidade se abriu quarta-feira, quando o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, recebeu o adido do FBI no Brasil, Richard Cavalieros, para discutir a possibilidade de o Paraná abrigar um dos núcleos de ensino em parceria com o órgão norte-americano, a exemplo do que já ocorre em outros estados brasileiros.

A possibilidade da parceria, didática-pedagógica, possibilitaria que instrutores do FBI ministrassem aulas na Escola Superior de Polícia Civil (ESPC) e na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), com conhecimentos específicos.

“Da nossa parte, sempre há disposição em ampliar a extensão dos cursos, que vão desde módulos voltados à investigação e inteligência policial até entrevistas de interrogatório, com métodos de abordagens que são feitas em vítimas, testemunhas e suspeitos”, disse Cavalieros.