O soldado da Polícia Militar Amarildo Batista Rothes, 33 anos, morreu às 19h30 de quarta-feira no Hospital do Trabalhador. Ele havia sido baleado no último dia 5, durante uma tentativa de assalto ao minimercado localizado na esquina das avenidas Santa Bernardete e Henry Ford, Vila Fany. O PM era lotado no 13.º Batalhão e não estava com farda quando ocorreu o crime.

Segundo informações de familiares, Amarildo estava realizando compras no estabelecimento quando os ladrões invadiram o local. Um dos bandidos ficou na porta, outro rendeu os seis clientes e o terceiro iria passar para o outro lado do balcão, para tirar o dinheiro do caixa, quando deu de frente com o policial. Ao receber voz de assalto, o PM ergueu as mãos e, conforme relato das testemunhas, a arma que portava em sua cintura apareceu. Diante da situação, o marginal atirou por quatro vezes contra Amarildo, que foi atingido por dois disparos. Os ladrões fugiram sem levar nada.

Amarildo foi encaminhado ao hospital por companheiros de farda, mas não resistiu. O corpo da vítima foi liberado do necrotério do IML somente na manhã de ontem, o que provocou protestos de familiares no local.