O segurança do Mercadorama da esquina da Rua XV de Novembro com a Avenida Mariano Torres, centro, foi ferido com um tiro na nuca, por volta de 16h de ontem, em seu local de trabalho. Moacir Torquato Júnior, 36 anos, foi encaminhado para o Hospital Evangélico em estado grave, respirando com a ajuda de aparelhos.

O autor do disparo é um policial civil aposentado, que não teve seu nome divulgado e que há uma semana teria sido detido por Moacir, furtando produtos de higiene pessoal no mercado. Ele usou uma pistola calibre 22, com silenciador.

Depois do atentado, o aposentado abordou um táxi Meriva que estava no ponto ao lado do mercado e seguiu, pela Rua Ubaldino do Amaral, até perto do viaduto da rodoferroviária, onde deixou o táxi e fugiu a pé.

Vídeo

De acordo o tenente Lauro Sperka, do 12.º Batalhão da Polícia Militar, o crime foi praticado por vingança. “As imagens do sistema de segurança apontam que o autor é o policial civil aposentado que havia sido detido pelo segurança na sexta-feira”, explicou o tenente. O taxista ainda não foi localizado pela polícia. “Já sabemos que ele foi libertado com o carro próximo do viaduto”, completou.

O promotor de vendas Cleverson Luiz Becker disse que viu o homem atirar, sair do mercado e entrar no táxi. “Tentei avisar os motoristas que passavam, mas ninguém entendia o que estava acontecendo”, contou o rapaz. O crime está sendo investigado pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope).