Ao tentar impedir o roubo contra uma concessionária de motocicletas, em Cascavel, às 18h30 de terça-feira, o soldado da Polícia Militar, Israel Moreira de Souza, 35 anos, foi alvejado por quatro tiros. Atingido na cabeça e no peito, ele foi socorrido pelo Siate, mas morreu dentro da ambulância.

Segundo informações apuradas pela polícia, o policial viu três homens olhando a vitrine da concessionária, na Rua Piquiri, bairro São Cristóvão. O PM desconfiou do trio e se aproximou, momento em que um dos bandidos sacou uma pistola 380 e desferiu vários tiros. Apesar de estar armado, o policial não teve chance de defesa, e também não efetuou nenhum disparo contra os marginais. Em seguida, os homens saíram correndo e entraram em um carro, onde um quarto indivíduo os aguardava.

Israel era soldado da Polícia Militar há doze anos. No local do crime, testemunhas comentaram que ele estaria de folga e fazia segurança na empresa. A informação não foi confirmada pelo subcomandante do 6.º Batalhão de Cascavel, major Celso Luiz Borges, que prometeu apurar a informação, já que membros da corporação não podem exercer outras atividades. O caso será investigado pela 15.ª Subdivisão Policial de Cascavel.