Enquanto cerca de 25 policiais militares, de diferentes batalhões, participavam de mais uma aula do curso Controle de Distúrbios Civis, na tarde de segunda-feira (09), no pátio do antigo Presídio do Ahu, uma granada de efeito moral explodiu perto de um dos PMs. Os estilhaços atingiram um dos pés do aluno, 32 anos, e foi necessário chamar ambulância. Depois de atendê-lo no presídio, os bombeiros o levaram ao Hospital Cajuru, para avaliação mais completa, que constatou não haver ferimentos graves.

O treinamento tinha começado ao meio-dia e o acidente aconteceu durante a instrução com granadas, por volta das 16h20. Depois da explosão, as atividades foram encerradas. Segundo a assessoria da PM, por volta das 19h o policial já tinha sido liberado do hospital e voltou ao grupo.

A PM esclareceu que este tipo de acidente no curso, ministrado por policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), é comum devido ao nível dos treinamentos. “É necessário que os policiais tenham contato real com o material e as técnicas que poderão ser usadas nas ruas em casos de manifestações, protestos e outros distúrbios que envolvam multidões”, explicou a assessoria.