Izabel Cristina dos Santos, 24 anos, e Adriana Fernandes, 26, foram presas em flagrante por estelionato, na sexta-feira, em Almirante Tamandaré. As duas já tinham sido presas no ano passado também por falsificar documentos para conseguir cartões de crédito e abrir contas em bancos, para fazer compras.

Numa loja de esportes, a fatura mais cara: uma bicicleta de R$ 1.500. Dentro da bolsa de uma delas, a polícia encontrou um “kit estelionato”, para montar carteiras de identidade a qualquer hora.

Pelas queixas de vítimas, denúncias e de informações de lojistas, a Delegacia de Estelionato e Desvio de Carga (DEDC) localizou a dupla e passou a investigá-la. Na sexta-feira, os investigadores as abordaram saindo de uma casa na Rua Rio Paraná, em Almirante Tamandaré. Segundo o delegado Vinícius Borges Martins, na abordagem, elas entregaram documentos de identidade, mas gaguejaram quando os investigadores pediam seus sobrenomes e os nomes de seus pais, já que as informações que elas diziam não batiam com as dos documentos.

Confissão

No carro e na casa das duas, os policiais encontraram produtos que as duas confessaram ter comprado dando golpe. Na residência, havia várias carteiras de identidade com as fotos das duas, mas com nomes e informações diferentes. Também havia holerites e outros documentos que elas falsificaram, para conseguir cartões e abrir contas em banco e crediário em lojas.

A DEDC procura por um suspeito de agir com as mulheres, mas tem apenas sua fotografia e desconhece seu nome. Na bolsa de uma das detidas, a polícia encontrou um estojo que o delegado batizou de “kit estelionato”. Dentro havia fotos de Izabel e Adriana, um estilete, cola, fita adesiva e uma lapiseira. Elas usavam o material para, na rua mesmo, conseguir trocar as fotos de identidades e de outros documentos. Izabel já foi presa em flagrante por roubo e foi detida em Londrina, ano passado, com Adriana, por estelionato.