Rafael Zelaski Alves venderia
o metal a R$ 11 o quilo.

Com base em denúncia, policiais de Piraquara prenderam na manhã de ontem Rafael Zelaski Alves, 22 anos. Ele foi detido quando saía de sua casa, no Jardim Holandês, carregando dentro do seu Monza grande quantidade de fios de cobre. Na residência do detido foram encontrados mais fios – totalizando 418 quilos de cobre – três lâmpadas e um gerador, tudo furtado da empresa Brasil Telecom. Rafael foi autuado por receptação.

De acordo com o superintendente Valdir Bicudo, o preso disse não se lembrar de quem comprou o material, mas que o quilo do cobre foi adquirido por R$ 4,50. “O cobre seria revendido para ferros-velhos a R$ 11 o quilo. Cada lâmpada tem preço estimado em aproximadamente R$ 80. Todo o material geraria um bom dinheiro”, completou o policial.

Segundo ele, é crescente o número de boletins registrados na delegacia por conta do furto de cabos telefônicos. “Piraquara tem o maior índice desse tipo de furto entre as cidades da Região Metropolitana. Estima-se que por semana, em média, sejam furtados mais de 500 quilos de cobre”, informou Bicudo. Só nos últimos dias foram dez boletins de ocorrência.