Um fuzil 762, um revólver calibre 38 e um revólver calibre 32 foram apreendidos e um homem foi preso no final da tarde de sexta-feira (12), por policiais militares da 2ª Companhia, do 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no bairro Tatuquara, em Curitiba.

Policiais receberam denúncias da população da região e surpreenderam Dionatan Oliveira dos Santos, de 22 anos, com armas de fogo em sua residência.

“Estes policiais, assim como os outros, têm o reconhecimento do comando pelo esforço despendido e por estarem empenhados no serviço preventivo, nas abordagens. O resultado disso é a apreensão de armas de grosso calibre, as quais poderiam estar sendo empregadas, neste momento, em crimes como homicídios”, afirmou o comandante-geral da PM, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens.

Para o tenente Rodolfo Mattos de Souza, responsável pela equipe que realizou o trabalho, “este resultado demonstra claramente que os policiais do 13º BPM estão nas ruas trabalhando, empregando todo seu esforço para proteger a sociedade”. Ele também pede à população que utilize o número 181 para realizar denúncias anônimas, já que se trata de um canal totalmente seguro e confiável.

De acordo com informações, Dionatan foi questionado se possuía armas em casa e disse que tinha somente um revólver calibre 38. “No entanto, por meio de uma busca foi possível encontrar o fuzil 762 com cinco munições intactas, um revólver calibre 32 com uma munição deflagrada, além de duas munições de calibre 45, um cartucho de pistola 380 e nove munições de calibre 38, todas intactas. O revólver 38, da marca Taurus, possuía acabamento oxidado e cabo de madeira”, contou o tenente Mattos.

Segundo o tenente o que chamou a atenção da PM é que o fuzil é uma arma restrita, com uso restrito as forças armadas, sem falar de algumas munições também de armas restritas, como as de pistola 45 e do próprio fuzil.

As armas e o detido foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac/Sul), para que as providências cabíveis fossem tomadas.