Dez meses depois de cometer um violento assalto contra uma residência no Taboão e a um mercado pertencente às vítimas, Carlos Eduardo Kato Gomes, 29 anos, foi preso pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).

Divulgação

Durante o crime, ele e mais um comparsa (retrato falado) quebraram o nariz de uma das vítimas, jogaram ácido na boca de outra e levaram R$ 100 mil em dinheiro. Carlos foi reconhecimento através de um retrato falado. Já o comparsa dele ainda é desconhecido e procurado pela polícia.

Em maio de 2013, os dois invadiram uma residência na Rua Luciano Guimarães Garcia, no Taboão, onde pegaram R$ 44 mil em dinheiro e vários objetos. Eles levaram o proprietário até o supermercado dele, em Almirante Tamandaré, de onde roubaram mais R$ 65 mil. “Para levar até lá ocorreu a violência, as agressões, chegando a quebrar o nariz de uma das vítimas”, disse o delegado Marcelo Magalhães, da DFR.

Carlos estava preso desde fevereiro por roubo de carro. Com a identificação através do retrato falado, ele vai responder também pelo assalto no Taboão. Agora a polícia busca identificar quem é o outro ladrão. Denúncias pelo telefone 3218-6100.