Acusado de matar a tiros um colega de trabalho, numa transportadora na Vila Sabará, na Cidade Industrial, o motorista Osimar Rafael Bueno, 25 anos, foi preso na manhã de ontem.

De acordo com a polícia, ele atirou duas vezes em Janilson José Ramos, 37, após uma discussão, na tarde de 22 de setembro. A vítima foi internada no Hospital do Trabalhador e morreu no dia seguinte.

O delegado Gerson Machado, do 11.º Distrito Policial (CIC), contou que o motivo do crime foi uma briga de trabalho. “Eles discutiram pela manhã e Osimar jurou o colega de morte”.

Horas depois, quando Janilson voltou à empresa, acompanhado da mulher e da filha, de 1 ano e 7 meses, foi abordado por Osimar. O homem tentou se esconder, mas foi baleado. “A vítima implorou por clemência, mas Osimar, de maneira covarde, atirou e fugiu numa motocicleta”, relatou o delegado.

Violento

A Justiça decretou o mandado de prisão do acusado, que foi cumprido ontem, na favela do Parolin. Osimar disse que vendeu a arma do crime e alegou que atirou em legítima defesa. Segundo a polícia, ele já tinha passagem por homicídio e roubo e responde inquérito por violência familiar contra mulher.