Acusado de envolvimento no assassinato do soldado Devanil Lourenço de Proença, 37 anos, durante troca de tiros, Willian Maicon dos Santos, 19 anos, foi preso por policiais militares do 17.º Batalhão, no final da noite de quinta-feira. O rapaz estava com mandado de prisão decretado pela Justiça.

Willian foi capturado por acaso. Os PMs receberam denúncia de que um homem estava armado dentro de um bar, na Rua Getúlio Vargas, em Pinhais. Ao chegarem ao local reconheceram Willian e deram voz de prisão.

De acordo com a polícia, Willian, Paulo Ricardo de Souza, 20 anos, e os irmãos Neuton, 26, e Juraci Costa, 30, assaltaram a Boite Night House, na Avenida Rui Barbosa, Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na madrugada de 27 de abril. Na fuga, eles se depararam com os policiais.

Houve confronto e o soldado Devanil foi atingido. Os outros acusados foram presos dias depois. Willian foi recolhido na cadeia da delegacia de Pinhais. Em cerimônia, na quinta-feira, Devanil ganhou uma foto na Galeria de Heróis do 17.º BPM.