t72111204.jpg

Ilson montou uma firma
pra aplicar golpes.

Durante investigações sobre o roubo e desvio de cargas, policiais de São José dos Pinhais conseguiram prender Ilson Luiz Gai, 31 anos. O detido, que não tem antecedentes criminais, mantinha um esquema de frete e, desta maneira, conseguia desviar para sua chácara, no Umbará, o material carregado. Além do desvio de cargas, Ilson ao ser abordado pela polícia apresentou documentos falsos.

De acordo com o superintendente Altair Ferreira, policiais estavam investigando casos de roubo de cargas que ocorreram em São José dos Pinhais e passaram a monitorar suspeitos. Foi descoberto que Ilson havia cadastrado, de maneira ilícita, uma empresa para pegar fretes e assim carregar produtos para diversas empresas.

Surpresa

Na tarde de quarta-feira, o suspeito se preparava para aplicar outro golpe, quando foi surpreendido pelos investigadores. Uma empresa daquele município já tinha acertado com a falsa "transportadora" para que uma carga de sabão em pó fosse levada para o Rio Grande do Sul. "No momento em que a mercadoria estava carregada no caminhão, demos voz de prisão", explicou o superintendente. O caminhão que seria utilizado para o transporte estava com placa "fria" e documentação falsa, de acordo com o policial.

Ao receber voz de prisão, Ilson se apresentou com o nome de Edinei Otacílio da Luz, o que lhe valeu autuação por mais um crime: uso de documento falso.

Falso

Durante diligências, na tarde de quinta-feira, policiais encontraram na chácara do detido uma carga de roçadeiras e implementos agrícolas que havia sido desviada em Guarulhos (SP) e cujo destino seria Minas Gerais. A carga é estimada em R$ 30 mil.

O superintendente acredita que Ilson esteja envolvido em outros roubos de carga que estão sendo investigados. "Há informação de que ele teria também desviado um carregamento de telhas Eternit", completou o policial. O detido foi autuado por tentativa de estelionato, uso de documento falso e receptação.