Três pessoas foram presas acusadas de Crime de Peculato na manhã desta quarta-feira (17) em Almirante Tamandaré. O Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o Gaeco, efetuou a prisão. Cerca de R$ 240 mil da prefeitura eram encaminhados mensalmente ao Hospital Nossa Senhora da Conceição. Segundo o Gaeco, irregularidades foram identificadas na gestão deste dinheiro, que deveria servir à população.

Foram presos os dois donos do hospital, Cláudio Camilo e Suélen Maria da Cruz. Também foi flagrado, e preso, um assessor do prefeito de Almirante Tamandaré, Sandro Miguel Mendes. Segundo informações do Ministério Público, a quadrilha já teria desviado mais de um milhão de reais, além de medicamentos.

Mais informações na edição desta quinta-feira dos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná.