A polícia de Foz do Iguaçu prendeu Julio César Salvador da Costa, 18 anos, e um garoto acusados de terem assassinado o taxista Anterio César de Souza, desaparecido desde o dia 29 de dezembro. Os acusados foram detidos por porte ilegal de arma de fogo. Julio César foi transferido com o auxílio de policiais do Grupo de Diligencias Especiais de Foz para o município de Laranjeiras do Sul com o objetivo de indicar o local onde foi abandonado o corpo da vítima.

“A equipe de policiais civis da 2ª Subdivisão Policial de Laranjeiras do Sul estava realizando buscas nas proximidades do local onde o acusado apontou que estava o corpo da vítima. Diversos objetos pertencentes ao taxista já haviam sido encontrados”, explicou o delegado Liussonar Lino Lopes.

Segundo o delegado, Anterio havia sido contratado por Julio César e o garoto em Foz do Iguaçu para levá-los até Laranjeiras do Sul. A corrida do taxista foi estendida até a zona rural do município de Rio Bonito do Iguaçu, na Comarca de Laranjeiras do Sul, a pedido dos dois rapazes. “Neste local o taxista foi assassinado com seis tiros e os criminosos fugiram levando o veículo da vítima, um Astra branco”, disse o delegado.

De acordo com policiais, a motivação do crime teria sido a negativa do taxista em fazer uma nova corrida com os garotos até o Paraguai. Os dois rapazes possuem passagem pela polícia por roubo de uma caminhonete no Mato Grosso. Eles ficarão detidos em Foz do Iguaçu e responderão por latrocínio e ocultação de cadáver.