Um Fiat Tipo, furtado em São José dos Pinhais, às 22h30 de segunda-feira, foi recuperado por policiais militares na Avenida Comendador Franco, Guabirotuba, depois de 20 minutos de perseguição. Os acusados de ter furtado o carro, Aroldo Silvério Ferreira, 27 anos, e Marcelo Teixeira de Souza, 21, foram detidos e levados à delegacia daquela cidade.

O dono do carro saía de uma igreja, na Rua Tenente Djalma Dutra, centro de São José dos Pinhais, e viu os dois abrirem o Tipo, provavelmente com uma “mixa” (chave falsa). Os indivíduos saíram com o carro e a vítima, junto com uma amiga, os seguiu. Pelo celular, ele avisava polícia o itinerário seguido pelos ladrões, até que um cerco foi formado na Avenida Comendador Franco. O carro foi abandonado cerca de 200 metros antes do viaduto sobre a BR-116 e a dupla invadiu um terreno baldio. De lá, segundo o tenente Friesen, do Regimento de Polícia Montada, eles pularam para outros terrenos. Os policiais fizeram buscas, mas não encontraram a “mixa”, nem armas.

Os soldados Irinan e Rubens encontraram Marcelo dentro de uma casa vazia, que estava para alugar, e Aroldo foi detido sobre o telhado de outra residência, conforme informado pela PM. Marcelo admitiu o delito e alegou que pegariam o carro somente para dar uma volta. Ele disse trabalhar como auxiliar de serralheiro e morar em Campo Magro. Já Aroldo negou qualquer participação no delito. Ele é garçom, mora em Araucária e segundo suas informações possui uma passagem por furto na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos.