A rebelião na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, terminou depois de 19 horas, quando o refém que estava sob domínio dos presos foi solto, por volta das 10h desta quarta-feira (06).

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Administração (SESP-PR), além do homem refém, ninguém ficou ferido. Ele foi atendido por uma equipe da saúde e está bem.

Os detentos começaram o motim para pedir a transferência para outras unidades penais. Dos 17 rebelados, cinco foram levados para a Casa de Custódia, dentro do próprio complexo penal, e os outros tiveram pedido negado. A SESP informou ainda que um documento foi emitido para que tenha a presença de mais defensores públicos para trabalhar nos inquéritos.

As negociações envolveram o Departamento Penitenciário (Depen), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e foram acompanhadas por defensores públicos e uma equipe de direitos humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).