t72050205.jpg

Barulho: detentos reclamam
da superlotação do xadrez.

Presos da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) fizeram um protesto ontem. Um barulhento bate-grade agitou a carceragem no final da tarde. Por medida de segurança foi acionado reforço policial do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Polícia Militar para contornar a situação, que durou cerca de 15 minutos. Os detidos reivindicavam a transferência de presos devido à superlotação carcerária. Atualmente, aproximadamente 160 detidos ocupam as 16 celas da DFRV.

De acordo com o delegado Itiro Hashitani, titular da especializada, não houve nenhuma rebelião, mas uma reivindicação. "Fizeram barulho para chamar a atenção para o problema da superlotação. Os presos não quebraram e nem queimaram nada", explicou.

Após uma conversa entre o policial e os amotinados, a situação voltou ao normal. O delegado vai tentar a remoção de alguns presos para outras unidades prisionais ou distritos para amenizar o problema na DFRV. É provável que a transferência ocorra somente após o término do Carnaval.

No início da noite, policiais iriam realizar uma revista geral em toda a carceragem em busca de armas (estoques), telefones celulares e na estrutura física do prédio para frustrar eventuais planos de fugas ou rebeliões.