Uma quadrilha, suspeita de envolvimento em roubos em Colombo, foi presa pela Polícia Militar, na tarde de ontem, com carros e colete balístico roubados, armas e outros objetos suspeitos.

Um sargento do serviço reservado da PM explicou que, domingo, bandidos assaltaram uma panificadora na Rua Leônidas Alberti, Vila São José, no Alto Maracanã.

O Uno azul placa ANC-5013, pertencente a Claudia Amara Domingues, 31 anos, usado no assalto, foi identificado e localizado ontem, numa residência da Rua Antúrios, Monte Castelo.

Quando foram abordar um suspeito, na frente da casa, o marginal entrou, atirando nos policiais. Houve troca de tiros e Maicon André Avelar Maciel, 24 anos, dono da residência, correu para o mato. Mas foi preso, com um revólver calibre 38.

Na casa, os PMs prenderam Adriano Anderson Caetano de Castilho, 18, Izaías dos Santos Vieira, 21, Fabiano Rodrigo Vieira, 22, que é marido de Cláudia, além de apreender um adolescente de 16 anos. Cláudia também foi detida, para que explique porque emprestou seu carro para o assalto.

Apreensões

Os policiais recuperaram dois veículos, roubados na quinta-feira da semana passada, no Bacacheri: o Astra placa BEM-1560 e o Vectra, MFT-9338 (São José – SC).

Também encontraram outro revólver calibre 38, um colete balístico em nome da empresa Seg Line – Segurança e Vigilância, um radiotransmissor, sintonizado nas frequências da polícia, e duas placas JGK-5908, pertencente a um Clio, roubado terça-feira da semana passada, no Pilarzinho. O sargento da PM que fez as prisões acredita que a quadrilha roubava os carros para vendê-los, clonados, em outros estados ou no Paraguai.

De acordo com o superintendente da delegacia do Alto Maracanã, Fioravante Perruchon, os detidos foram autuados por receptação de veículos roubados, formação de quadrilha e porte ilegal de armas e de colete balístico. Eles ainda passarão pelo reconhecimento das vítimas do assalto à panificadora.

Antecedentes

Maicon responde por assalto e receptação e é foragido da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, em Curitiba, desde 14 de dezembro, quando houve fuga em massa. Izaías responde por assalto, sequestro e tentativa de homicídio, além de ser foragido da cadeia de Jaguariaíva (Campos Gerais). Fabiano saiu a semana passada da cadeia. Está respondendo por roubo em regime semiaberto.