Edson foi preso em um
posto de combustíveis.

O seqüestro de um motorista de caminhão terminou na madrugada de ontem com a prisão de um dos criminosos. Edson Luís de Assunção, 45 anos, foi preso por policiais rodoviários federais, na madrugada de ontem, em um posto de combustível situado na BR-116, em Campina Grande do Sul. Após a prisão, os policiais descobriram o cativeiro e libertaram o motorista Antônio Jamir Megotto, de 51 anos, que estava amarrado no matagal. Edson foi conduzido à delegacia de Campina Grande do Sul.

O policial rodoviário federal Marcelo Cidade informou que estava em patrulhamento pela rodovia junto com seus colegas Jacoboski, Cavalcatti, Maria Cecília e Orloski, quando suspeitaram do caminhão placa ADO-7746, de Toledo, estacionado. Eles desconfiaram da atitude dos dois homens que estavam próximos ao veículo e resolveram fazer a abordagem. Um dos homens saiu correndo. Edson não conseguiu escapar e, ao checarem os antecedentes dele, os policiais apuraram que ele estava com mandado de prisão decretado pela Justiça de Mato Grosso. “Ele já tem passagem por Goiás, por furto e tráfico de drogas”, informou o policial.

Assalto

Cidade disse que os policiais já estavam em alerta devido aos constantes roubos de caminhões ocorridos na rodovia. Como o caminhão não tinha queixa de furto ou roubo, os policiais apuraram a situação e descobriram que o veículo havia sido tomado em assalto na Rodovia da Uva, em Colombo. Pouco depois, os policiais descobriram o cativeiro onde o motorista era mantido como refém.

O motorista do caminhão relatou aos policiais que trafegava pela Rodovia da Uva, quando uma mulher sinalizou pedindo carona. Era uma cilada: a mulher o rendeu e o obrigou a parar poucos metros à frente, onde outros quatro homens a aguardavam. Na seqüência, o motorista foi levado ao matagal, onde foi amarrado e ficou sob a vigilância de dois criminosos, enquanto Edson, outro marginal e a mulher deixaram o local levando o caminhão. A intenção era levar o veículo para o Paraguai. “Acreditamos que o comparsa do Edson que conseguiu escapar foi avisar os outros integrantes da quadrilha. O motorista contou que eles deixaram o local pouco antes de nós chegarmos”, salientou Cidade.

Ele acredita que o grupo praticou outros assaltos na rodovia. “O modo de atuação é praticamente o mesmo”. O policial solicitou às pessoas que reconhecerem Edson entrem em contato com a delegacia de Campina Grande do Sul através do telefone 676-1135.