Projeto de lei para coibir furto e roubo de veículos foi aprovado por unanimidade em primeira discussão, ontem (04), no plenário da Assembléia Legislativa. O projeto, do deputado estadual Roberto Aciolli (PV), recebeu parecer favorável das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Segurança, e propõe parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e centrais de radiotáxi, para que a polícia conte reforço dos taxistas na obtenção de informações.

De acordo com Aciolli, em outubro de 2000, uma lei criou o Centro de Informações de Furtos e Roubos de Veículos, para passar informações com mais rapidez aos postos policiais. “Nossa ideia é melhorar esta lei, fazendo com que a polícia receba a ajuda dos taxistas no combate ao crime. Só em Curitiba, são quase 2 mil profissionais conveniados”, declarou o deputado.

Pela emenda proposta por Aciolli, os taxistas que trabalham em radiotáxis poderão auxiliar na localização de veículos furtados ou roubados. Outro fator importante é a diminuição do número de trotes para a polícia, já que a procedência da ligação é conhecida.