Surpresa na Delegacia de Furtos e Roubos. O advogado que defenderia dois suspeitos de participar de uma quadrilha, reconheceu os clientes como os assaltantes que haviam lhe roubado uma maleta de dinheiro, dias antes. “Ele desistiu de fazer a defesa”, disse o delegado Luiz Carlos de Oliveira.

José Valdinei Garcia, 27, apontado como o líder do bando, e Alessandro Euclides Cardoso, 25, ficaram sem advogado, por enquanto. Suspeita de participar do grupo, a candidata a vereadora em São José dos Pinhais Joana Vieira da Rocha, a “Professora Joaninha”, 45, também está detida.

Wagder Alan Gimeniz Ferreira Lima, 27, Vanderlei de Souza, 35, Paulo Goularte de Lima, 28, e Josuel Inácio dos Santos, 39, completariam o bando segundo a polícia.

Fábio Alexandre
Joana: carro roubado.

Eles são suspeitos de tráfico de drogas, roubos a carros, a bancos e a residências, falsificação de documentos e formação de quadrilha, além de homicídios. A polícia chegou até a quadrilha após investigar Jaciano Maciel, o “Kiboa”. Ele fugiu algemado do carro da polícia, no final do mês passado, e permanece foragido.

A polícia descobriu que “Kiboa” tinha forte relação com José Garcia. “Identificamos Garcia como o líder do grupo e o prendemos na quinta-feira passada, junto com Alessandro Cardoso, quando os dois faziam levantamento para mais um assalto”, contou Luiz Carlos.

Drogas

De acordo com a polícia, na terça-feira da semana passada, Wagder Lima e Vanderlei de Souza foram presos em flagrante, no centro de Curitiba, vendendo 100 gramas de cocaína. Paulo Goularte, que seria o braço direito de José Garcia e responsável pela operação da quadrilha, foi detido no Uberaba.

“Ele participava ativamente no tráfico, roubo de veículos, falsificação de documentos, assaltos a residências e a clientes que saíam de bancos, além de homicídios, que estamos investigando”, informou o delegado.

Na sexta-feira, a polícia chegou a Josuel e Joana. Eles foram presos no bairro Costeira, em São José dos Pinhais. O casal trafegava no Seat Córdoba tomado em assalto em Almirante Tamandaré, em julho.

Segundo o delegado, enquanto Josuel era responsável pela logística da quadrilha, Joana fornecia cheques para a compra de drogas. “Ela fazia campanha política usando carro roubado e fez comícios na chácara do pai de Garcia, com a presença de diversos bandidos”, acrescentou Luiz Carlos. Além de “Kiboa”, outros integrantes do bando podem ser presos em breve.