Uma quadrilha de assaltantes, especializada em atacar nas saídas de banco, foi desmantelada por investigadores do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), na noite de domingo.

Oito homens foram presos, entre eles quatro foragidos e o policial militar Laudir Fernandes, 48 anos, que dava cobertura e emprestava armas para o bando. O grupo foi flagrado repartindo o dinheiro roubado de uma churrascaria, no Jardim das Américas.

De acordo com o delegado Alexandre Macorin, a quadrilha era investigada desde o fim do ano passado, e surgiu a informação que pelo menos dois membros estariam presos na cadeia de Clevelândia, no sudoeste do Estado.

No início de fevereiro, Diogo Selhorst, 21, Paulo Marcos Adão Leme, 39, David Ramos Steigleder, 19, e Ademir de Paula, 22, foram resgatados daquela prisão, com ajuda do soldado Laudir, lotado na Ajudância Geral no Quartel do Comando Geral da PM.

Fuga

“Onze presos fugiram e os quatro ficaram dois dias no mato, comendo milho e cana, até que Laudir fosse buscá-los. Pelo que apuramos, Diogo e Paulo já faziam parte da quadrilha e convenceram David e Ademir a se juntar ao bando”, informou Macorin.

David estava preso por tráfico de drogas e Ademir foi condenado a 23 anos de prisão por roubos e latrocínio. Nas investigações, a polícia começou a ligar os suspeitos com crimes que vinham acontecendo em Curitiba.

“Na quinta-feira da semana passada, os quatro foragidos de Clevelândia roubaram uma Fiorino, carregada de balas e doces, no Boqueirão. Mas o forte do grupo era os assaltos em saída de banco. Eles praticavam dois a três roubos por semana”, disse o delegado.

Conforme apurado nas investigações, o policial Laudir desempenhava várias funções na quadrilha. “Ele alugava armas por R$ 500, participou do resgate em Clevelândia, emprestava sua casa para as reuniões do bando e também fazia levantamento de informações para aos roubos”, disse o delegado.

Monitorados

Na noite de domingo, a quadrilha planejava assaltar uma churrascaria, na Avenida das Torres, Jardim das Américas. Porém, como havia muito movimento no lugar, eles aguardaram a saída do proprietário e o assaltaram quando chegava em casa.

“Roubaram R$ 3,7 mil em dinheiro, cheques, tickets-refeição e a caminhonete S-10 da vítima”, relatou Macorin. Toda a ação foi flagrada pelos policiais, que faziam monitoramento dos suspeitos. “Seguimos a quadrilha até a residência do PM, no bairro Guabirotuba, onde os surpreendemos no momento em que dividiam os produtos do assalto”, acrescentou o delegado.

Além dos foragidos e do policial, foram presos Isaias da Silva, 33, Antônio Romildo Sperandio, 36, e Geraldo Correia da Silva, o “Tio Patinhas”, 40. Todos foram autuados em flagrante por formação de quadrilha, porte ilegal de arma e roubo.

Eles foram removidos ao Centro de Triagem II, em Piraquara. O delegado acredita que, com a divulgação das imagens dos detidos, diversas vítimas irão reconhecê-los. O telefone do Cope é o (41) 3284-6562.