Mesmo com todo o policiamento nas ruas, os ladrões chamados de “quebra-vidros” não se sentem intimidados e agem com constância na Vila das Torres, Prado Velho. Ontem, em plena luz do dia e em apenas 30 minutos – das 11h às 11h30 -, três casos foram registrados na Delegacia de Furtos e Roubos. As vítimas eram mulheres e tiveram o vidro lateral dos seus respectivos carros quebrados. Delas foram levadas bolsas contendo, em média, cartões de crédito, talonários de cheque, documentos pessoais e pequena quantia em dinheiro.

Dois casos aconteceram na Avenida Comendador Franco: o primeiro no semáforo de um hipermercado e o outro no semáforo perto de um posto de combustível. A terceira vítima foi atacada na Rua Guabirotuba, nas proximidades do módulo policial da PM.

Difícil

A polícia tem encontrado dificuldades em deter esse tipo de marginal, devido à ação rápida e a facilidade de fuga. Todos os assaltantes correm para se refugiar na favela Vila das Torres. A Delegacia de Furtos e Roubos, responsável pelas ocorrências, tem feito operações sistematicamente no local, para tentar inibir a ação dos ladrões.

As pessoas que circulam por ali também podem se prevenir, não mantendo objetos de valor ou que chamem atenção nos bancos dianteiros de seus veículos e trafegando pela área com os vidros fechados.