Daniel Derevecki
Adriano tem 24 anos.

Um rapaz que se apresentou com nome falso na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), há cerca de dois meses, quando foi acusado de participar de uma quadrilha de roubo a empresas, residências e caixas eletrônicos, foi novamente detido e, desta vez, após apurar seu verdadeiro nome, a polícia o prendeu em flagrante. Adriano Baldoíno, 24 anos, foi detido portando munições de revólver calibre 38 e foi levantado que havia um mandado de prisão contra ele expedido pela 3.ª Vara Criminal de Joinville (SC).

O delegado Rubens Recalcatti, titular da DFR, explicou que, em maio, quatro pessoas, entre elas Adriano, tinham sido detidas e encaminhadas à delegacia, suspeitas de terem participado do assalto a uma empresa de embalagem, no Bom Retiro, em Curitiba. Na ocasião, foram roubados cerca de R$ 350 mil em dinheiro e jóias. ?Na época, conseguimos identificar três dos acusados – Marcelo da Silva, 24 anos, José Batista Melo, 25, e Arildo do Nascimento, 30, que foram detidos por formação de quadrilha e porte ilegal de armas. Dois deles ainda eram foragidos?, contou Recalcatti.

Porém, Adriano, que se passou-por Deivison André da Cruz, usando uma carteira de identidade verdadeira, obtida com documentos falsos, foi indiciado e liberado. ?As investigações continuaram e ele foi novamente localizado. Desta vez, apuramos que seu verdadeiro nome é Adriano e que ele tinha mandado de prisão em Santa Catarina por estar foragido desde 2005?, concluiu o delegado.