Allan Costa Pinto
Corpo foi descoberto na tarde de sábado, no quintal de uma residência.

Degolado e esfaqueado cerca de 30 vezes, o corpo de um rapaz identificado como Francisco de Assis Souza, 20 anos, foi encontrado no quintal de uma residência, por volta das 13h de sábado, na Rua José Rodrigues Pinheiro, no Capão Raso. Em volta do cadáver, chamou a atenção de curiosos e policiais a presença de pedaços de madeira e garrafas de pinga, indicando que o autor do crime talvez pretendesse atear fogo no corpo.

A poucos metros de onde estava caída a vítima, há uma pequena casa ocupada por dois irmãos. De acordo com investigadores da Delegacia de Homicídios, os moradores – que vivem ali há cerca de 20 anos – não sabem o que aconteceu e não perceberam a presença do corpo no terreno, que possivelmente estivesse no local desde a noite anterior.

Fogo

Policiais militares que atenderam à ocorrência informaram que não há iluminação no quintal e isso pode ter impedido que o corpo fosse visto anteriormente. Além disso, segundo os policiais, as madeiras colocadas ao redor da vítima ajudaram a ocultar o corpo. ?A intenção dos autores pode ter sido atear fogo para atrapalhar as investigações ou esconder o cadáver?, disse o tenente Reis, da Polícia Militar.

A perícia constatou que a vítima, além de degolada, foi golpeada por cerca de 30 facadas nos braços, peito, rosto e costas. Populares comentaram que o jovem não é morador da região.