Foto: Alberto Melnechuky

Ezequiel foi atingido por tiros de pistolas de dois calibres.

A tentativa de deixar o mundo do crime teria sido a sentença de morte para Ezequiel Maicon Kachinki, conhecido como ?Gordinho?, 20 anos. Ele foi executado com pelo menos oito tiros no início da madrugada de ontem, na Rua Israel de Andrade Pereira, no bairro Boneca do Iguaçu, em São José dos Pinhais. O ex-comparsa da vítima, Deividson Darci Marques da Silva, conhecido como ?Darcizinho?, é o principal suspeito e é procurado pela polícia.

Testemunhas informaram à polícia que o rapaz estava reunido com diversos jovens, quando quatro homens chegaram em duas motocicletas e atiraram contra o grupo. No local, a perícia constatou que os autores usaram pelo menos armas de dois calibres – ponto 40 e 9 milímetros.

Tráfico

O superintendente da delegacia local, Altair Ferreira, informou que Ezequiel já havia sido preso. Em 16 de setembro de 2004, ele foi surpreendido com 16 pedras de crack, e autuado por tráfico; em 14 de dezembro do mesmo ano, foi apanhado com 600 pedras de crack; e em 23 de dezembro de 2006, foi preso por porte ilegal de arma e assalto. Ezequiel estava em liberdade desde maio. ?A pedido da família ele estava deixando o mundo do crime para não morrer. Ele não queria mais comercializar drogas e houve atrito com seu ex-comparsa?, informou Altair. Atualmente Ezequiel trabalhava como motoboy.

O delegado Paulo Silveira irá pedir a prisão preventiva de ?Darcizinho? e continuará as investigações para prender outras pessoas envolvidas no crime.